Espaço Moda SJL é destaque no Sem Censura Pará

video

Rosa Helena Neves, diretora executiva do Igama/Espaço São José Liberto (ESJL), foi uma das entrevistadas do Sem Censura Pará - Rede Cultura de Comunicação da última quinta-feira, 22. No último programa do ano, ela falou sobre o Espaço Moda SJL, situado no São José Liberto. Vitrine de um laboratório criativo amazônico, a loja foi inaugurada em outubro de 2016 e comercializa produtos criados por um coletivo de 22 empresas formais e três designers empresários, em processo de formalização, participantes do Arranjo Produtivo Local (APL) de Moda, Design e Indústria de Confecção – Polo Metrópole/PA. Com apresentação da jornalista Renata Ferreira, o Sem Censura Pará vai ao ar de segunda a sexta, das 14h30 às 16h, pelo canal 2 (TV Cultura) e, ao vivo, pelo Portal Cultura http://177.74.1.4/webtv/funtelpa_aovivo/tv.html Portal Cultura

Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Boas Festas e Feliz 2017!


Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

São José Liberto funcionará em horário especial no Natal e no Ano Novo

                                                                             Fotos/Montagem: Ascom Igama

O Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) informa que o Espaço São José Liberto (ESJL) – Polo Joalheiro do Pará (Praça Amazonas, s/n, Jurunas) funcionará com horário diferenciado nas festas de fim de ano. No próximo sábado, 24, véspera do Natal, o local abrirá das 9h às 18h para possibilitar ao público a visitação ao espaço, onde podem ser feitas as tradicionais compras natalinas. No dia 25, domingo, o espaço não funcionará. E no dia 31 abrirá das 9h às 14h.

A partir de janeiro de 2017 o ESJL volta ao seu horário normal de funcionamento: de terça a sábado, das 9h às 18h30, e aos domingos e feriados, das 10h às 18h. No Dia de Ação de Graças, 1º de janeiro de 2017, o espaço não abrirá ao público.

O São José Liberto é mantido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e do Igama - organização social que gerencia o ESJL e o Polo Joalheiro.

Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

São José Liberto abrirá na próxima segunda, 19


Informamos que o Espaço São José Liberto - Polo Joalheiro do Pará (Praça Amazonas, s/n, Jurunas) abrirá ao público na próxima segunda-feira, 19, das 9h às 18h30. No local funcionam a Capela, o Museu de Gemas do Pará - que reúne um dos mais completos acervos arqueológico e gemológico do Brasil –, o anfiteatro Coliseu das Artes, a Casa do Artesão, a Cela Cinzeiro (memorial), o Jardim da Liberdade, o Espaço Moda SJL e as lojas de joias.

Na foto, a Casa do Artesão do São José Liberto. Foto: Cláudio Santos - Ag. Pará

Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Evento cultural promove Espaço Moda do São José Liberto



Espaço Moda SJL. Foto: João Ramid / AIB

Com o objetivo de divulgar e promover os produtos do Espaço Moda, criados por um coletivo de 22 empresas formais e três designers empresários, em processo de formalização, participantes do Arranjo Produtivo Local (APL) de Moda, Design e Indústria de Confecção – Polo Metrópole/PA, o governo do Estado promove nesta sexta-feira (16), de 14h às 18h, no Espaço Moda SJL, situado no Espaço São José Liberto, o evento “Confraternize!”. A programação é realizada por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), do Núcleo Estadual de Arranjos Produtivos Locais do Estado (NEAPL/PA), em parceria com Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) e com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/PA), além dos 25 empresários que integram o Espaço Moda SJL.

O momento cultural, aberto ao público, contará com um pocket show com a cantora Dandara Avelam e o músico Luan Abdul. Na ocasião, também será apresentado um balanço do primeiro trimestre de funcionamento do local. A iniciativa integra setores da economia criativa e segmentos como moda, música e chocolate para oportunizar uma breve comemoração de funcionamento da loja coletiva com experiência de negócios no campo autoral de moda. O Espaço Moda foi inaugurado no dia 6 de outubro de 2016, no São José Liberto/Polo Joalheiro do Pará.

O evento também é uma estratégia para que a população local conheça o trabalho das empresas que integram o Espaço e participam do APL de Moda, Design e Indústria da Confecção. O Espaço Moda se propõe a ser uma vitrine de um laboratório criativo amazônico, terra fértil de novas possibilidades, rico em inovação e design.

Os objetivos do Espaço Moda são estimular a apropriação dos saberes tecnológicos tradicionais como alicerce para a criação e produção de novos objetivos culturais inovadores com o alto grau acabamento; fortalecer a rede de criadores e microempresários da economia criativa que desenvolvem produtos inspirados nos modos de vida amazônico e no desenvolvimento sustentável; e potencializar a promoção e comercialização de produtos resultantes da produção criativa local.

Participam empreendedores criativos, designers, ourives, artesãos e estilistas do Pará, com características estéticas e produtivas que comuniquem com coerência as formas contemporâneas da produção de objetos culturais com alto grau de qualidade e acabamento. Entre os tipos de produtos comercializados no local estão bolsas, cintos, chaveiros, adornos e vestuário. As matérias-primas utilizadas decorrem de insumo natural de origem animal, vegetal e mineral. Os tecidos são artesanais e industriais.

De acordo com Rosa Helena Neves, diretora executiva do Igama/ESJL, a proposta decorre do propósito de promover o desenvolvimento local, tendo como indutor a cultura, agregando valores aos produtos por meio do design, destacando as seguintes preciosidades: natureza, sustentabilidade, inovação, arte e cultura, comunicando e valorizando os bens e o imaginário do lugar e dos empreendedores criativos que integram o projeto.

Espaço Moda SJL

Com o objetivo de contribuir para o aumento da competitividade da economia paraense e o fortalecimento do APL de Moda, Design e Indústria da Confecção – Polo Metrópole, foi formado um coletivo de empreendedores individuais, micro, pequenas e médias empresas paraenses, organizados em uma rede de prestadores de serviços criativos, que incluem estilistas, designers, empresários e mestres artesãos.
 Espaço Moda SJL. Foto: Carlos Sodré - Ag. Pará 

O Espaço Moda SJL foi concebido como um lugar de referências conceituais, apoiado nos elementos de agregação de valor, como a sustentabilidade, a cultura e a inovação. Dentre as finalidades estão a geração de oportunidades de negócios e comercialização de produtos, dando visibilidade às empresas e autores, bem como ao ciclo da cadeia produtiva das peças que serão comercializadas.

O “Confraterniza!” pretende aproximar o consumidor e a empresa, apresentando os produtos do Espaço Moda, que são predominantemente autorais, sustentáveis e valorizam o “feito à mão”. Com projeto visual da designer Barbara Muller, o local também dispõe de uma área específica para exposição das matérias-primas utilizadas na produção, possibilitando a formação de um consumo mais consciente, por meio da identificação da rota da cadeia produtiva.

A loja incubadora de negócios percorre o ciclo de desenvolvimento da economia criativa, promovendo diálogo com as demais linguagens artísticas. O Espaço Moda começou a funcionar em outubro, com a participação de 18 empreendedores formalizados do APL de Moda e Design e da Indústria da Confecção, e, hoje, conta 22 empresas formais e três designers empresários.

Para 2017 também será criada uma agenda de curiosidades culturais, por meio de programações artísticas promovidas em parceria com os empreendedores do Espaço Moda, além de uma intensa programação de capacitação e atualização profissional, aberta ao consumidor.

Serviço

“Confraternize!”. Dia 16, de 14h as 18h, no Espaço Moda SJL, situado no Espaço São José Liberto - Praça Amazonas, s/n, Jurunas. Pocket show com a cantora Dandara Avelam e o músico Luan Abdul. Entrada franca. Mais informações pelos fones (91) 3344-3518 e 3344-3561 – NDTO do Igama.

Por Luciane Fiuza


Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Espaço São José Liberto recebe comitiva Chinesa


Veja mais fotos em nosso álbum
Comitiva visitando o Coliseu das Artes, acompanhada por Carmem Macedo, gerente de Eventos. Foto: Ascom Igama.

Esteve no Espaço São José Liberto (ESJL) – Polo Joalheiro do Pará na última quarta-feira, 14, a comitiva chinesa da Associação Internacional das Cidades Irmãs (Cifca), que desde segunda (12) visita Belém e Barcarena. A agenda chinesa no Estado, que se encerra nesta quinta (15), tem como foco o estabelecimento de parcerias, convênios e intercâmbios para desenvolvimento científico e tecnológico, a partir da avaliação de potenciais comerciais e turísticos dos municípios e possibilidades de investimento nestas áreas.

Integraram a comitiva Qing Boming, chefe da delegação chinesa e secretário geral da Associação Internacional das Amizades da China; Lui Qian, secretário-geral adjunto da Associação das Cidades da Amizade Internacional da China; Luo Huijuan, gerente de Programa da Associação Internacional de Cidades da Amizade da China; e Gao Naifu, coordenador do Programa da Associação Internacional das Cidades da Amizade da China, e Adriana Carla, assessora da deputada estadual Ana Cunha, que preside a União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), entidade que ajudou a formalizar o convite da delegação chinesa para visitas à Amazônia.

No local, os visitantes foram recebidos por Carmen Macedo, gerente de Eventos do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), Darlene Brito, gerente comercial do Igama, com acompanhamento do monitor Felipe Thiago Santa Brígida. Os chineses conheceram mais sobre a história do prédio de 267 anos de existência onde, hoje, funciona o espaço multisetorial que promove o desenvolvimento econômico, tendo a cultura como elemento indutor.

No São José Liberto, os visitantes conheceram a Capela, o Museu de Gemas do Pará - que reúne um dos mais completos acervos arqueológico e gemológico do Brasil –, o anfiteatro Coliseu das Artes, a Casa do Artesão, a Cela Cinzeiro (memorial), o Jardim da Liberdade, o Espaço Moda e as lojas de joias.

O grupo também viu de perto as joias, gemas, artesanatos e acessórios de moda, assinados por designers, estilistas e mestres artesãos, e produzidos por grupos de micro e pequenos empresários locais. Os produtos são expostos para comercialização neste espaço de efervescência de talentos natos, que tem como ponto de partida a sustentabilidade, a natureza e o imaginário amazônico, gerando trabalho e renda direta a um grupo de 1.447 empreendedores criativos.

Durante a visitação foi ofertado aos chineses kits de produtos representativos do local, dentre eles drusas de ametistas, gemas minerais com a coloração lilás, oriundas de jazidas do Pará, da loja Gemas do Mundo, bombons e blocos artesanais da casa do Artesão e uma joia em ouro 18k com gema Green Gold, da Una, experiência de loja incubadora do Polo Joalheiro do Pará. 

A visitação ao Estado é um desdobramento da Conferência Internacional das Cidades Irmãs da China, que ocorreu em 10 de novembro, em Chongqing (China). A Cifca é uma organização nacional da República Popular da China cuja missão é fortalecer relações de amizade entre cidades e governos da China e de outros países.

Na capital paraense, a comitiva também visitou o Complexo Feliz Lusitânia, o Theatro da Paz, o Parque de Ciência e Tecnologia do Guamá (PCT Guamá), a sede do Instituto Confúcio, centro de estudos da língua chinesa estabelecido em parceria entre instituição de ensino superior da China e a Universidade do Estado do Pará (Uepa), além de sobrevoar áreas de preservação ambiental do Parque do Utinga.

A comitiva visita a loja Una. Foto: Ascom Igama.
Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Capacitação



Dentro da agenda de capacitação profissional do Arranjo Produtivo Local (APL) de Moda, Design e Indústria da Confecção – Polo Metrólole, está sendo promovido, nesta quarta e quinta, 14 e 15, no auditório administrativo do Espaço São José Liberto, o curso “Entendendo o Sistema da Moda”, com Fernando Hage, mestre em Moda, Cultura e Arte, pelo Centro Universitário Senac/SP, e professor da Universidade da Amazônia (Unama). O evento é voltado para integrantes do APL de Moda, Design e Indústria da Confecção, do Programa Polo Joalheiro do Pará e outros profissionais da área. A realização é do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Mineração e Energia (Sedeme), Núcleo Estadual de APL’s – NEAPL/PA, em parceria com o Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama).
Profº. Fernando Hage. Foto: Ascom Igama.
Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

São José Liberto recebe 'Concerto de Natal' nesta quinta-feira


Capela São José.. Foto: Geraldo Ramos 

A Capela do Espaço São José Liberto recebe nesta quinta-feira (15), a partir das 17h, o tradicional “Concerto de Natal”, espetáculo de músicas religiosas cristãs, “negro spiritual”, além de canções da época. O cantor e produtor artístico do evento, o tenor Edelmiro Soares, convidou para esta apresentação Maurício Gomes (violão), Helena Maia (piano), Dion Santos e o Coral Muiraquitã, da Nova Acrópoles. A entrada é franca.

O espetáculo já se tornou tradição neste período no São José Liberto. A parceria de vários anos, segundo a diretora do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) e do espaço, Rosa Helena Neves, integra a programação cultural anual. “A cada ano o produtor e músico Edelmiro Soares traz para o palco novas pesquisas musicais, um repertório que agrada público de todas as idades e promove artistas locais”, destaca.

No repertório do recital estão canções como “El Noy de la Mare”, de Miguel Llobet; “I want to be ready”, “Deep River”, “Sometimes I feel like a motherless child”, “Nobody knows the trouble I’ve seen”, “My Lord, what a morning!” e “Ev’ry time I feel the Spirit”, de 6 Negro Spirituals Anônimos, com arranjo de Nestor de Hollanda Cavalcanti; e “Velho amigo”, de Baden Powell.

                        Edelmiro Soares. Foto: Fábio Ladeira

Edelmiro Conceição Soares, natural de Igarapé-Miri, no nordeste do Pará, é cantor lírico, com registro de tenor spinto, formado pelo Instituto Estadual Carlos Gomes. Com iniciação musical familiar e escolar, é profissional da área musical desde 1978, quando iniciou carreira na música popular cantando na noite belenense.

Iniciou os estudos formais de música em 1985, na Escola de Música da Universidade Federal do Pará (Emufpa), no curso livre de musicalização de adultos. Ingressou no curso de canto lírico da Emufpa em 1988, na classe da professora Marina Monarcha, e foi diplomado pelo curso técnico de canto lírico do Instituto Estadual Carlos Gomes em 1996, na classe da professora Malina Mineva.

Serviço:

“Concerto de Natal”, com Edelmiro Soares e convidados. Quinta-feira (15), às 17h, na Capela São José do São José Liberto (Praça Amazonas, s/n, Jurunas). Entrada franca. Mais informações: (91) 99144-8698 e 98036-1314.

Por Luciane Fiuza


Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

Confraternize!


Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.

São José Liberto recebe o 43º Enarte

                                         Orquestra de Violoncelistas da Amazônia (Ova). Foto: Ascom Igama

Com o objetivo de promover a extensão universitária e fomentar a arte na capital paraense, o 43° Encontro de Artes de Belém (Enarte) prossegue até o dia 13 (terça-feira), em diversos espaços culturais. Nesta quarta-feira (7), às 18 h, o anfiteatro Coliseu das Artes, no Espaço São José Liberto, recebe a Orquestra de Violoncelistas da Amazônia. Na quinta-feira (8), no mesmo horário, se apresentará a Orquestra Infanto-Juvenil Helena Maia e Lícia Arantes, no Coliseu das Artes, e na sexta (09) o Duo Quirirú, na Capela.

A promoção é da Universidade Federal do Pará (UFPA), por meio da Escola de Música (Emufpa) e do Instituto de Ciências da Arte (ICA), com apoio da Fundação Cultural do Pará (FCP), do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), da Fundação Amazônia de Música e do Museu de Arte Sacra do Pará.

Os mais de 20 espetáculos da edição 2016 do Enarte ocupam cinco espaços culturais da cidade: Theatro da Paz, Igreja de Santo Alexandre, auditório da Emufpa, Anfiteatro Coliseu das Artes e Capela (no Espaço São José Liberto) e Sesc Boulevard.

Os grupos que participam da programação são da Emufpa, formados por alunos, professores e convidados. De acordo com Joelma Silva, professora da Escola de Música da UFPA e coordenadora do evento, o público poderá apreciar apresentações diversificadas, dentre elas orquestras de vários formatos, cameratas de violão, duos, trios, grupos de percussão, canto lírico e popular, bandas e corais.

Para Rosa Helena Neves, diretora executiva do Igama, que administra o Espaço São José Liberto, neste ano a parceria entre Emufpa, Sedeme (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia) e Igama gerou resultados significativos no campo da promoção da arte musical e sua profissionalização. “O 43º Enarte é um evento que também fortalece esta parceria para o Espaço São José Liberto e sua contribuição na divulgação do crescimento do trabalho desenvolvido pela Emufpa/UFPA também no campo da economia criativa, um diálogo criativo importante entre cultura, turismo, arte e educação”, destacou Rosa Neves.

Serviço: 43º Enarte. De 5 a 13 de dezembro de 2016. No Espaço São José Liberto (Praça Amazonas, s/n, Bairro do Jurunas), vão se apresentar a Orquestra de Violoncelistas da Amazônia nesta quarta (7), às 18 h, no anfiteatro Coliseu das Artes; na quinta-feira (8), às 18 h, também no Coliseu, a Orquestra Infanto-Juvenil Helena Maia e Lícia Arantes, e na sexta, às 18 h, o Duo Quirirú, na Capela. Entrada franca. Toda a programação do evento está disponível em www.ica.ufpa.br. Mais informações com Joelma Silva Bezerra (98825-1585) e Isac Almeida (98947-0168).

ATRAÇÕES DO 43° ENCONTRO DE ARTES DE BELÉM NO SÃO JOSÉ LIBERTO 

Orquestra Infanto-Juvenil Helena Maia e Lícia Arantes

Criada em agosto de 2004 pela professora Silvia Matos, teve sua primeira apresentação no 31º Enarte. Com o principal objetivo de proporcionar aos alunos de cordas friccionadas do nível básico a prática orquestral, seu repertório inclui obras de todas as épocas, proporcionando aos integrantes do grupo o desenvolvimento de aspectos técnicos. com ênfase na diversidade de estilos musicais.


    Orquestra Infantojuvenil Helena Maia e Lícia Arantes. Foto: Ascom Igama

Já se apresentou no Theatro da Paz, na Igreja de Santo Alexandre e no Espaço São José Liberto, dentro da programação do Enarte, em Concertos Natalinos, Corredor Cultural e projetos em conjunto com a Orquestra Infantil de Violinos Lícia Arantes, coordenada pela professora Joziely Brito.

Em junho de 2008 ganhou a denominação de Orquestra Infanto-Juvenil Helena Mai, em homenagem à professora “Lenita”, que se dedicou à prática orquestral na Emufpa. Em 2016, a Orquestra comemora 12 anos de atividade, e tem como coordenadora e regente a professora Silvia Matos Qader, como colaborador o professor Rodrigo Santana, e a participação dos alunos do curso técnico Vinícius Araújo, Eduardo Florentino e Ingrid Queiroz.

Orquestra de Violoncelistas da Amazônia - Amazon Cello Choir

Criada em 1998 pelo professor Áureo DeFreitas, é a única orquestra profissional de violoncelistas do Brasil formada por alunos de uma escola técnica profissionalizante em todo o Brasil. Ao longo de 18 anos, vem valorizando seus integrantes, fazendo com que sejam reconhecidos pelos melhores violoncelistas do cenário musical nacional e internacional.

O show “Cello Extravaganza” é um espetáculo de música instrumental, em que os ritmos do Clássico e do Rock nacional e internacional darão todo o sentido às ações realizadas dentro do Programa Cordas da Amazônia, da Emufpa.

Os integrantes da Orquestra de Violoncelistas da Amazônia vêm representando o Pará em turnês realizadas no exterior - França 2015; Suíça 2015; China 2010; Holanda 2004; Estados Unidos 2002 - e no Brasil - Palmas (TO) 2016; Brasília (DF) 2016; Salvador (BA) 2014; Goiás (GO) 2013; Florianópolis (SC) 2012; São Paulo (SP) 2012; Brasília (DF) 2011; Rio de Janeiro (RJ) 2004, 2001 e 2000, e Curitiba (PR) 1999.

A Orquestra é coordenada pelo professor Áureo DeFreitas, violoncelista spalla (líder), e tem como integrantes os violoncelistas Gabriel Farid Kzan (solista); Izabele Assayag (solista); Sandro Roberto de Oliveira Marcondes (solista); Ana Gabriela Brito Cavalcante, Tiago Alex, Amanda Damasceno Alencar, Danielly Alamar Sampaio, Daniel Costa, Ian Felipe Souza e Sousa, Carlos Augusto Furtado, Roberto Santos e Vinicius Santos, e ainda Juliana Salgado (baterista); Felipe Lhamas (guitarrista); Icaro Suzuki (baixista) e Jonatas Araújo de Abreu (tecladista).

Duo Quirirú

Criado em 2007 por Milton Monte e Líliam Barros, já desenvolveu diversos projetos. Ao longo dos anos, o Duo já agregou outros artistas, entre integrantes e convidados, como o pianista Carlos Pires e o cantor e regente Philipe Forget.

Fomentar e divulgar o trabalho de compositores contemporâneos paraenses para canto e piano, bem como suas interfaces com outras manifestações artísticas, é o objetivo do Duo Quirirú. Apresenta um recital com obras envolvendo canto, poesia e fotografia, dentro da proposta criativa da linha de pesquisa Experimentação Poética, do Grupo de Pesquisa Música e Identidade na Amazônia, do Laboratório de Etnomusicologia da UFPA.

Integrantes  

Marcos Cohen (convidado) - doutor em Clarineta pela Universidade Federal da Bahia, iniciou seus estudos com Manoel Carvalho de Oliveira, na Escola de Música de Brasília, estudando a seguir com Jacob Cantão, Jindrich Sidla e Oleg Andryeyev no Conservatório Carlos Gomes, em Belém, e com Paul Garritson e Steve Cohen, na Universidade do Missouri e College-Conservatory of Music da Universidade de Cincinnati (EUA), respectivamente. Integrou o corpo docente da Emufpa, a Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz e a Amazônia Jazz Band. Desde 2005 é membro da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro.

Líliam Barros - ingressou no Curso de Bacharelado em Piano em 1997, na classe de Helena Maia. A partir de 2001 passou a dedicar-se ao campo da Etnomusicologia, tendo realizado mestrado e doutorado nesta área. Paralelamente, continuou a desenvolver trabalhos camerísitcos e de correpetição. Em 2008 formou o Duo Quirirú, na Emufpa, juntamente com o barítono Milton Monte, com repertório voltado para música paraense. Tem desenvolvido trabalhos com o clarinetista Marcos Cohen e tocado em diversos festivais.

Milton Monte - diplomado em “Early Music” pela “Guildhall School of Music and Drama – Reino Unido” (2000), bacharel em Canto pela Unesp–São Paulo (1994), é professor da Escola de Música da UFPA desde 2002. Criou o Núcleo de Música Antiga e coordenou o projeto Música e Cultura no Museu de Arte Sacra. Atualmente, dirige o projeto de Extensão Estúdio Ópera Pará-Amazônia, com o qual tem realizado montagens de ópera em teatros e escolas públicas de Belém. Atuou em trechos de “As Bodas de Fígaro”, dentro do Fimupa (Festival Internacional de Música do Pará), em 2015; atuou como Parmenione em “A ocasião faz o ladrão”, no Enarte 2013 e Fimupa 2014; participou como Barão e Doutor na montagem da ópera “La Traviata”, no Theatro da Paz (2014), e foi diretor musical e regente da montagem de “Dido e Eneias”, no Teatro Cláudio Barradas.

Por Luciane Fiuza


Ascom Igama




Não deixe de comentar essa matéria! Seu comentário é importante para nós.
Postagens Antigas
Inicio
Contador acessso